Buscar
  • Aguiar Contabilidade

Riscos do Ativo Intangível.

A globalização e a consequente disputa cada vez mais acirrada pelos mercados têm obrigado as empresas a se reinventarem e promoverem consistentes mudanças em seus processos de controles, o que inclui a Contabilidade. Tal é a competição, que pequenos detalhes podem gerar enormes resultados, alavancando ou derrubando organizações. Nisso, se inclui a gestão eficiente do intangível.

A lei 6.404/1976 define que serão classificados neste subgrupo do Ativo Não-Circulante os direitos que tenham por objeto bens incorpóreos destinados à manutenção da companhia ou exercidos com essa finalidade, inclusive o fundo de comércio adquirido.

A adoção de critérios incorretos, incompletos ou confusos na avaliação de marcas, licenças ambientais, patentes industriais, fundo de comércio e outros ativos podem explicar por que muitas companhias do mercado tradicional não têm valor de mercado à altura de seus concorrentes. Numa mineradora, por exemplo, os direitos de lavra tendem a ser muito mais relevantes do que sua marca e, para sua plena mensuração, há que se considerar, também, variações decorrentes de planos econômicos, movimentação dos concorrentes, catástrofes naturais, etc.

Em muitas empresas, o desempenho dos ativos intangíveis pode ser superior à capacidade de geração de riqueza das sociedades por ações, sobretudo quando se trata de tecnologia. Por isso, torna-se premente que a contabilidade empreenda esforços no sentido de melhor evidenciar tais riquezas, sobretudo priorizando a essência sobre a forma.

AGUIAR CONTABILIDADE
Fones: (51) 3268.7169 / 99226.4852